Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O jornalista Ricardo Boechat recorre a notícias falsas para espalhar grosserias contra o ex-presidente Lula e seus apoiadores

O jornalista Ricardo Boechat recorreu novamente à baixaria e atacou o 247 nesta quarta-feira, 13. Alheio à retratação do Vaticano, o colunista da Band News, criticou a divulgação de que o advogado Juan Grabois veio ao Brasil trazer um terço abençoado pelo Papa e foi impedido pela Polícia Federal de entregar o entrega-lo ao ex-presidente.


"Aqui no Brasil divulgaram há poucos dias muitos sites ligados ao campo da esquerda, tem um que é um 248, 249, uma besteirada qualquer, [dizendo] ’religioso é impedido de entregar terço abençoado pelo Papa a Lua, que o Papa mandou para Lula, não deixaram o emissário do Papa entregar o terço benzido pelo Papa a Lula, que maldade’. Aí ontem o Vaticano disse ’não tem esse negócio de emissário do Papa entregando nada para o Lula não", disse Boechat em comentário na Band News. 


Além da linguagem chula e preconceituosa ao se referir ao Brasil 247, o maior veículo progressista na internet, e aos demais veículos da mídia independente, Ricardo Boechat demostrou estar mal informado. Ele baseou seu ataque em uma nota do Vaticano que pouco tempo depois foi deletada.



"O Papa abençoa ou benze tantos terços quanto levarem para ele, recomenda em geral que sejam dados a prisioneiros no mundo, independentemente da situação específica de cada prisioneiro. Não houve nesta visita deste cavalheiro nenhuma missão específica do Papa. Aí esse site e outros da mesma linha blá, blá, bla, ’depois de Lula, agora a imprensa brasileira censura o Papa’, são uns malucos completos", disse o jornalista. 

Se tivesse se dado ao trabalho de entrar na página do Vaticano, Boeacht teria visto que a informação que ele se baseou para atacar o 247 não existe mais. Ele teria lido a correção que o Vatican News fez, que confirma a notícia divulgada pelo 247, de que o advogado Juan Grabois veio trazer a Lula um terço abençoado pelo pontífice assim como palavras do Papa Francisco. "Grabois definiu inexplicável a rejeição de não ter podido se encontrar com Lula a quem queria levar um Terço abençoado pelo Papa, as palavras do Santo Padre e as suas reflexões com os movimentos sociais e discutir assuntos espirituais com o ex-chefe de Estado", diz o texto.

É o segundo episódio de disenteria verbal de Ricardo Boechat contra o campo da esquerda em menos de dois meses. Em abril, ele partiu para misoginia ao insinuar que a presidente deposta Dilma Rousseff faria uma “visita íntima a Lula”, o que foi motivo de revolta nas redes sociais. 

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply