Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O jornalista Kennedy Alencar afirma corretamente que os juízes fazem greve hipócrita e irrealista

O jornalista Kennedy Alencar fez uma dura crítica aos juízes federais, que fizeram uma greve nessa quinta-feira, 15, em defesa de privilégios como o auxílio-moradia. 

"Além da controversa legalidade de greve de magistrados, a paralisação de ontem dos juízes federais mostrou desconexão com a sociedade e irrealismo fiscal", diz ele. 

"A defesa do auxílio-moradia, um penduricalho para ultrapassar o teto constitucional, não tem fundamento ético. Também é um pagamento controverso do ponto de vista legal - uma forma de descumprir o teto constitucional, como salário indireto, disfarçado. O pior, porém, é invocar o combate à corrupção para defender esse privilégio, como se acabar com essa mordomia fosse uma perseguição ao trabalho dos juízes. É uma mistura de hipocrisia e esperteza usar esse argumento", diz Kennedy. 

Segundo o jornalista, o pedido de reajuste de 40% não faz nenhum sentido. "Essa reivindicação é uma afronta à sociedade. Demonstra gula econômica. O Brasil vive enorme crise fiscal. Mais uma vez, uma parcela da elite, uma casta de funcionários públicos, comporta-se como se fosse dona do Estado, com direito a privilégios e mordomias", diz ele. 

"Juízes não ganham pouco. Magistrados, com seus supersalários, são exemplos do patrimonialismo brasileiro. Gastos sociais importantes em saúde e educação sofreram queda. Falta dinheiro para políticas públicas destinadas aos mais pobres. Não há dinheiro sobrando para a educação e a saúde, mas os juízes querem ganhar mais. Em que país vivem esses magistrados?", questiona.

Leia o texto na íntegra no Blog do Kennedy. (Com 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply