Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O deputado Waldir Maranhão, ex-presidente da Câmara dos Deputados, se filia ao PT

O deputado federal Waldir Maranhão protocolou, na tarde desta segunda-feira, 26, documento onde pede a filiação nos quadros do Partido dos Trabalhadores visando disputar uma vaga para o Senado Federal pelo estado do Maranhão.
No documento, Waldir lembra o momento crucial da sua carreira política quando, de forma corajosa e atendendo a pedidos de lideranças nacionais do PT, PCdoB e PDT, resolveu anular o impeachment da Dilma Rousseff na condição de então presidente da Câmara dos Deputados.
​"Por minha consciência cidadã e de homem de posição, me posicionei em rede nacional contra o impeachment da Presidenta Dilma, convencido do papel que deveria cumprir. Segui até o limite institucional, buscando enfrentar e frear o golpe em curso. E foi o que fiz, dentro dos limites que nos eram cabíveis naquele momento. No exercício da Presidência da Câmara dos Deputados pautei o pedido de anulação do teatro parlamentar e jurídico produzidos para impeachmarem uma mulher honesta, digna, guerreira e de coração valente, a presidenta Dilma Roussef", diz um trecho do manifesto.
"Foi uma decisão a qual pagamos todos um preço altíssimo, alguns que extrapolam inclusive questões políticas, porém, sempre conduzido por nosso Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, companheiros do PT, parlamentares, ministros e dirigentes, camaradas do PC do B, nosso Governador Flavio Dino e dos partidos aliados, mesmo sofrendo pressões e ataques de diversos setores, segui e seguimos sem vacilar, lutando pelo direito do povo brasileiro, em defesa de nossa democracia, sabidos do por vir", continua.
Agora o pedido de filiação do parlamentar será submetido às instâncias locais e nacionais do PT. (Com o 247)
Confira a íntegra do manifesto assinado por Waldir Maranhão
MANIFESTO AOS PETISTAS
É com muita honra que me dirijo a Vossa Excelência, demais membros do diretório, assim como a toda a militância, para requerer neste dia, 26 de março de 2018, minha filiação aos quadros do Partido dos Trabalhadores. Enviarei cópia desse requerimento às demais instâncias, assim como darei publicidade ampla a esse pedido, enfrentando o debate e os desafios impostos pela conjuntura atual, como soldado desta trincheira, com orgulho e consciência de classe dos desafios à frente.


​Não quero apenas ser um “filiado”, mas sobretudo um militante do partido para travar os enfrentamentos que a conjuntura nacional e local nos impõem. A esquerda nacional e seus líderes, dirigentes e militantes, sofrem uma das maiores perseguições da história do nosso país, Lula e o Partido dos Trabalhadores hegemonizam, representam e traduzem o significado da disputa de classes, e da esquerda brasileira, por este entendimento é que não fujo à luta, nem a responsabilidade.


​Por minha consciência cidadã e de homem de posição, me posicionei em rede nacional contra o impeachment da Presidenta Dilma, convencido do papel que deveria cumprir. Segui até o limite institucional, buscando enfrentar e frear o golpe em curso. E foi o que fiz, dentro dos limites que nos eram cabíveis naquele momento. No exercício da Presidência da Câmara dos Deputados pautei o pedido de anulação do teatro parlamentar e jurídico produzidos para impeachmarem uma mulher honesta, digna, guerreira e de coração valente, a presidenta Dilma Roussef. Foi uma decisão a qual pagamos todos um preço altíssimo, alguns que extrapolam inclusive questões políticas, porém, sempre conduzido por nosso Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, companheiros do PT, parlamentares, ministros e dirigentes, camaradas do PC do B, nosso Governador Flavio Dino e dos partidos aliados, mesmo sofrendo pressões e ataques de diversos setores, segui e seguimos sem vacilar, lutando pelo direito do povo brasileiro, em defesa de nossa democracia, sabidos do por vir.

​Nesse sentido, venho com a humildade necessária pedir minha filiação aos quadros do Partido dos Trabalhadores no Maranhão para ajudar o partido, em primeiro lugar, no projeto nacional de fazer o Brasil voltar a crescer com justiça social, e depois a contribuir para o crescimento do PT no nosso estado e colocá-lo na condição que merece, qual seja, a de protagonista no processo político e eleitoral de 2018 e preparando nosso partido e militância para as lutas que virão.

​Compreendo o papel histórico e atual do nosso partido, sua criação, fundação e a necessidade de construirmos coletivamente este projeto. Desde já me submeto, ainda no mandato de Deputado Federal as decisões de bancada, me realinho e me organizo pelas diretrizes nacionais, pelos fóruns Estadual e Municipal e acrescento, que o desejo de filiação ao PT justificasse na convocação a mim feita pelo Presidente Lula, na solidariedade aos quadros políticos perseguidos João Vaccari Neto, Delúbio Soares, João Paulo Cunha, José Genoíno, Luiz Gushiken e o Ministro José Dirceu de Oliveira e Silva aos quais me alinho.
​Por fim, requeiro a deliberação do partido, e dos nossos membros do Diretório Estadual e Municipal, me dispondo ao bom debate, entrincheirado as fileiras do Partido dos Trabalhadores, disponibilizando minha história de vida e legado político construídos até aqui aos desafios deste ano eleitoral de 2018.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply