Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Ex-ministro da Justiça afirma que o Sérgio Moro cometeu improbidade administrativa


"Moro pediu licença pra ir estudar no EUA, recebeu salário, e não foi. Improbidade administrativa. Pediu pra sair do UFPR, mas o processo contra ele vai continuar", disse Aragão em vídeo no Facebook junto com o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS). "Sabia que a situação não tava boa. Afinal de contas, pediu licença porque iria estudar no exterior, e não foi estudar", afirmou.

De acordo com o ex-ministro, o magistrado tem suas "costas sendo seguradas pelo americanos. Não é só amizade, é 'brother' dos americanos". Aragão afirmou, ainda, que Moro tem a "cara feia de todo este sistema" alinhado com os interesses dos EUA. "(Moro) Não deveria ter essa projeção toda", acrescentou.


Aragão também disse que, "se Moro soubesse o que é política pública, não teria feito estrago na economia, causando milhares de desempregos".


O ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão criticou o juiz federal Sergio Moro, após a notícia de que o magistrado, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, vai estudar nos Estados Unidos. (Com o 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply