Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O deputado federal Tiririca anuncia em discurso na Câmara que não será mais deputado a partir de 2019

O deputado federal Tiririca fez seu primeiro e "último" discurso na Câmara, nessa quarta-feira (6), para anunciar que está desistindo da vida pública a partir do fim do atual mandato. O parlamentar abriu mão de tentar a reeleição em 2018 porque está "decepcionado" e com "vergonha" da política. Além do discurso na tribuna, que repercutiu nas redes sociais, Tiririca disse à Folha que "não tem nenhum ferrado" na Câmara, são todos ricos e inteligentes, que poderiam estar fazendo mais pelo povo. 
 
Ainda em resposta à Folha, sobre as coisas erradas que presenciou nesses 7 anos de mandato, Tiririca disparou: "[Eu vejo] O que vocês vêem e ficam calado. Vocês da imprensa, vocês sabem, vocês  estão aqui direto. O que eu vejo, vocês vem. Só que vocês não podem falar porque podem perder o emprego de vocês."
 
Dirigindo-se aos deputados que assistiam ao discurso, Tiririca disse que seria "hipócrita" se não admitisse que sairá "chateado com a nossa política". "Estou saindo chateado, mas não com meus 7 anos na política. Não fiz muita coisa, mas fiz o que sou pago para fazer: estar aqui e votar de acordo com o povo."
 
Ele disse que apenas 8 parlamentares são assíduos e que, apesar do sentimento de decepção, não queria generalizar as críticas, porque tem muito deputado bom na Casa. Ainda assim, insistiu em fazer um apelo para que produzam mais. "Peço aos colegas... cara, vocês não sabem o que é passar fome. Muitos de vocês não sabe o que é precisar de hospital público", comentou, acrescentando que sua mãe não tem plano de saúde e que está internada, desde a semana passada, num hospital público que o permitiu ver as condições precárias do sistema.
 
Tiririca também disse que a "mecânica" da Câmara "é louca". "Eu costuma dizer que o parlamentar trabalha muito e produz pouco". Além disso, citou uma série de benefícios. "A gente tira 23 mil reais livres pra gente; tem apartamento, tem carro. Eu uso meu carro, não o da Câmara. Mas a gente tem muitas mordomias... Sem falar na carteirada, que muitos de vocês dão."
 
Ele não informou qual será seu destino após o fim do mandato, mas denotou que ser político nunca foi um plano de carreira. "Eu sou artista popular e estou político", disse.
 

No Facebook, ele informou que cumprirá com suas obrigações até 2018 e não concorrerá a mais nenhum cargo público. (Do GGN)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply