Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Na quarta-feira o Tribunal Regional Federal da 4ª Região julgará recurso de José Dirceu

O ex-ministro José Dirceu terá recurso a uma das sentenças impostas por Sergio Moro julgado na próxima quarta (13), no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.
 
Em maio de 2016, Moro condenou Dirceu a 23 anos e 3 meses em regime fechado, sob alegação de que sua empresa, a JD Consultoria, recebeu propina da Engevix em esquema relacionado à Lava Jato. No mesmo ano, a defesa conseguiu reduzir a sentença para 20 anos e 10 meses, mas o Ministério Público Federal em Curitiba recorre para auentar a pena, argumentando que a reprimenda é "insuficiente".
 
"Esta defesa acredita, sim, que houve alguns excessos lá e cá, e algumas prisões desnecessárias. Contudo, o que não se pode afirmar em hipótese alguma, como fez o Parquet, é que a ação penal foi tratada 'sem o cuidado devido', trazendo à sociedade o 'recado desastroso da impunidade ou da reprimenda insuficiente”, diz a defesa de Dirceu.
 
"Ora, Excelência, estamos diante de uma das maiores penas impostas no curso da Operação Lavajato; estamos diante de um acusado que permaneceu preso preventivamente durante todo o curso da ação penal, e  assim permanece até os dias de hoje; estamos diante de um réu de 70 anos que foi condenado a uma pena de mais de 20!", apelou.
 
No recurso ao TRF4, Dirceu tenta diminuir ainda mais o tempo de prisão. A sessão começa às 13h30.
 

O ex-ministro foi preso em 3 de agosto de 2015, na fase da Lava Jato batizada de Pixuleco. Ele ficou no Complexo Médico Penal de Pinhais, no Paraná, até 3 de maio deste ano, quando passou a usar tornozeleira eletrônica. (Do GGN)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply