Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Geraldo Alckmin (PSDB), o maior adversário do Lula em 2018, é vaiado em evento no interior de São Paulo

Em visita oficial ao interior do Estado neste sábado 2, na região conhecida como "ramal da fome" no sudoeste paulista, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) foi vaiado durante seu discurso por moradores da cidade de Itapeva, que reivindicavam a duplicação da SP 258, conhecida como "pista da morte".
A CCR não quer realizar obras de duplicação nesse trecho rodoviário e conta com apoio dos gerentes da ARTESP para não realizar a obra reivindicada por iniciativa do empresário Kiko Carli, que é representante de grupos regionais em favor da obra de duplicação.
Alckmin também congratulou com o prefeito de Itapeva, Luiz Cavani, do PSDB, que também foi vaiado sob palavras de ordem pedindo sua renúncia. O prefeito foi recentemente absolvido no TRE em processo de impugnação eleitoral que pedia a cassação da chapa do PSDB por inelegibilidade por desvios dos recursos do FUNDEB. Esse acontecimento revela que é praxe o golpe na merenda escolar não apenas no governo estadual, mas também em prefeituras governadas pelo PSDB.
Alckmin não quis comentar o motivo das vaias e seguiu para Ribeirão Branco, onde foi recebido amistosamente pelo prefeito Mauro Teixeira, do PTB, que também passa por processo de cassação perante a Câmara Municipal de sua cidade, por desvios de verbas da saúde.
O prefeito se disse aliado de Geraldo Alckmin e elogiou o governador sem medir palavras fazendo dupla com a prefeita de Taquarivaí, Cecé Cardoso, do PSDB, nos elogios. A prefeita é suspeita de tráfico de influência para nomear seu sucessor na diretoria da 16 Região Administrativa do Estado de São Paulo, reconhecida como cabide de emprego para apadrinhados tucanos.
Alckmin ouviu ainda da plateia em sua despedida da região um sonoro: "Sem duplicação sem voto!". (Com o 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply