Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Reitor de Universidade que concedeu título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula recebe ameaça de morte

O reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Jairo José Campos da Costa, utilizou as redes sociais, nesta quinta-feira (27), para denunciar ter sido alvo de uma ameaça de morte, por causa de sua iniciativa de conceder ao ex-presidente Lula um título de Doutor Honoris Causa.

Segundo o reitor, a ameaça foi feita por telefone, na tarde da quarta-feira (26), quando a secretária executiva da Uneal recebeu uma ligação para o fixo da instituição, em que o interlocutor afirmou que Jairo Campos “seria um homem morto, no primeiro dia após a concessão do título”.
A homenagem está prevista para o dia 20 de agosto, quando Lula deve visitar Alagoas.

Jairo Campos relatou ter registrado boletim de ocorrência na Delegacia da Polícia Civil de Arapiraca, solicitado o rastreamento da ligação, e comunicado o caso ao governador Renan Filho (PMDB), para que tome medidas juntamente com a Secretaria de Segurança Pública do Estado.

"Ontem, quando eu voltava do almoço para a Reitoria, aproximadamente, às 14h30min., a Secretária Executiva da UNEAL recebeu uma ligação no telefone fixo da Instituição, ameaçatória [sic], destinada a mim, afirmando que eu seria um homem morto, no primeiro dia após a concessão do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula, prevista para o mês de agosto", escreveu o reitor, em seu perfil pessoal do Facebook, no final da manhã desta quinta-feira (27).

NÃO RECUA
O reitor Jairo Campos reafirmou que concederá o título de doutor a Lula, ao defender que o ato foi aprovado, democraticamente pela unanimidade do Conselho Superior da Uneal, órgão máximo de deliberação, respeitando todas as normas regimentais da universidade. A resolução foi publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas ainda em 2012.

“Lamento, profundamente, que tenhamos que conviver com tais posturas fraudadas no ódio e contra a integridade e dignidade humana. Não bastassem os problemas de toda ordem ora vividos pelos gestores das Universidades públicas brasileiras, em função das recentes posturas políticas relacionadas ao cumprimento de nossas missões institucionais. Espero continuar seguindo o curso da vida e de minha missão concedida pela maioria da comunidade acadêmica da Universidade Estadual de Alagoas”, disse Jairo Campos, ao revelar o caso.
SOLIDARIEDADE




Diante da denúncia de ameaça de morte publicada pelo reitor da Universidade do Estado de Alagoas (Uneal), professor Jairo Campos, a gestão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) manifesta solidariedade ao reitor e repudia toda forma de coação e tentativa de intimidação motivada por intolerância política e desrespeito às decisões democráticas da comunidade universitária.O reitor em exercício da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), José Vieira, divulgou na tarde desta quinta a seguinte nota de solideriade ao reitor Jairo Campos, da Uneal:



Vivemos tempos em que grupos conservadores alimentam o ódio político contra pessoas e instituições e não podemos aceitar que os tempos de trevas que foram varridos pela luta popular retornem para impor silêncio e medo. 

A decisão de conceder  título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula é uma decisão autônoma da universidade, que pode ser criticada ou apoiada, mas jamais desrespeitada e muito menos servir de motivação para perseguições políticas ou ameaças.

Mais uma vez, manifestamos apoio ao reitor Jairo Campos e nos colocamos à disposição para apoiá-lo nas medidas cabíveis contra a intolerância e a violência.


José Veira

Reitor em exercício da Ufal



O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, Paulão (PT-AL), e a reitora da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), Rozangela Wyszomirska, também publicaram nota de solidariedade e repudiaram o ato de violência contra Jairo Campos.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply