Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Michel Temer acionado no Supremo por compra de votos na Câmara dos Deputados

Primeiro ocupante da presidência da República formalmente investigado por corrupção na história do País, Michel Temer cometeu um outro crime, na visão dos parlamentares Alessandro Molon (Rede/RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede/AP): o de obstrução judicial.
Isso porque Temer se envolveu na compra de votos na Comissão de Constituição e Justiça, substituindo parlamentares que tendiam a votar pela aceitação da denúncia contra ele.
Um dos deputados afastados da CCJ, Delegado Waldir, chamou Temer de "bandido" e seu governo de organização criminosa.
"Me venderam. Governo corrupto, vai cair. Sabem o que é isso? Barganha!", disse, aos gritos, o parlamentar que foi substituído na CCJ (assista ao vídeo aqui).
Com o episódio, Temer reincidiu na obstrução à Justiça. A segunda denúncia que será apresentada pelo procurador-geral Rodrigo Janot contra Michel Temer se baseia em acusações de que ele tenha mandando silenciar Eduardo Cunha e Lúcio Funaro, que estão presos, com dinheiro da JBS.
Randolfe e Molon irão ao STF contra Temer. (Com o 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply