Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Deputados querem impedir que a Dilma Rousseff denuncie o golpe do impeachment

Pautados pelo jornal O Globo e incomodados com as viagens de Dilma Rousseff para denunciar o golpe do impeachment, deputados de oposição ao PT agora querem limitar as despesas de ex-presidentes pagas pela União.
Segundo reportagem do jornal dos Marinho, desta terça (18), o deputado Efraim Filho, líder do DEM, está estudando uma maneira de "alterar o decreto [que regula o direito de ex-mandatários] de forma que ele seja mais objetivo em relação aos gastos". Ele disse que fazer campanha contra o impeachment é uma questão "pessoal" de Dilma, que não deve envolver a verba pública.
"É o caso de ter limitadores para aquilo que é uma representação institucional, não para satisfazer vaidades. Se ela quer tratar de assuntos particulares, que faça com seu próprio dinheiro. Vou fazer uma reavaliação do decreto", afirmou ao O Globo.
Líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini sinalizou que se trata de medida casuística, apenas porque prejudicaria as viagens de Dilma.
"Eles reclamam quando é nosso caso. Quando é FH, José Sarney, não falam nada. Existe uma regra que está sendo respeitada, para que fazer mudança? Os ex-presidentes sempre tiveram essa segurança e mobilidade."

Na semana passada, O Globo apontou que Dilma e seus assessores despenderam cerca de R$ 520 mil em viagens nos primeiros seis meses de 2017. O valor seria o triplo do que foi utilizado por outros ex-presidentes. (Do GGN)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply