Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Segundo a Folha de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) vai passar a tratar João Doria como traidor explícito

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), mesmo duramente atingido pela Lava Jato, mostrou-se disposto a brigar pela candidatura tucana à Presidência em 2018. 
Para tentar conter o avanço de seu pupilo, João Doria (PSDB), que recentemente já vem admitindo lançar-se candidato ao Planalto, Alckmin passará a tratar qualquer movimento do prefeito com ares de traição explícita. 
Aliados de Alckmin já atacam abertamente a “pressa” do prefeito.
As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo.
"Auxiliares de Doria tentaram minimizar o impacto da frase em que ele admitiu que toparia ser candidato ao Planalto se fosse escolhido em prévias. Disseram que o prefeito defendeu antes o nome de Alckmin em suas entrevistas. Nem toda a tropa municipal, porém, quis colocar água na fervura.
Subordinado a Doria, o prefeito regional de Pinheiros (SP), Paulo Mathias (PSDB), disse que 'não tem sentido deixar de lançar um candidato bem posicionado nas pesquisas'. 'Política é destino. E o João prova isso.'
Em Brasília, o embate simbólico entre Doria e Alckmin em NY virou piada no ninho tucano. Em reunião da bancada do PSDB, chegaram a dizer que, se o governador passar mais um dia nessa toada, Doria dirá que não vai dar carona a ele em seu jato particular na volta ao Brasil." (Com o 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply