Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Delator da Odebrecht na Lava Jato afirma que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), recebeu R$ 12 milhões em propinas

O delator da Odebrecht João Antonio Pacífico Ferreira afirmou que a empreiteira repassou R$ 12 milhões em propinas para a campanha eleitoral do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), ao governo do Mato Grosso em 2006.
Segundo Ferreira, o dinheiro teria sido entregue ao então secretário da Casa Civil Eder Morais Dias. "Claro que o Eder dizia que o governador tinha conhecimento. Mas nunca esse assunto foi tratado com o governador", observou. "O que imaginamos é que um pagamento desse valor, dessa magnitude, ele teria conhecimento", completou em seguida. Maggi é citado na delação do ex-executivo da empreiteira pelo codinome de "Caldo".
Ainda conforme o delator, a propina correspondia a 35% de uma dívida da União referente às obras da rodovia MT-010, que foi executada pela empreiteira entre 1986 e 1990, e que também envolvia a rodovia MS-030, no Mato Grosso do Sul. Um acordo para o pagamento das pendências foi fechado em 2004, ma s anegoviação somente foi efetivada em 2010.
Blairo Maggi afirmou lamentar ter seu nome 'incluído numa lista de pessoas citadas em delações da Construtora Odebrecht, sem que tivesse qualquer possibilidade de acesso ao conteúdo para se defender'. Ele também nega ter recebido recursos de origem ilícita. (Com o 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply