Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » » Gravações mostram que o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, ameaça frigorífico para beneficiar um amigo

Gravações do ministro da Justiça, Osmar Serraglio, com donos de frigoríficos investigados pela Operação Carne Fraca apontam que ele e o ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná, Daniel Gonçalves, agiam para defender interesses de empresas doadoras na campanha de Serraglio para deputado. As informações são do Jornal da Record, que teve acesso ao áudio.
Reinaldo Morais, dono de um frigorífico conversa com Gonçalves, e pede que devolva o SIF, Serviço de Inspeção Federal, (autorização de funcionamento), e Daniel diz que está sendo pressionado por Serraglio para não devolver autorização.
"Eu sou um cara que está sendo pressionado de tudo que é lado. Quem é o presidente do PMDB no Paraná hoje?", pergunta Daniel a Morais, que responde: "Serraglio".
O ex-superintendente responde: "Tá. Quem tá com o Celinho?". "O serraglio andando pra cima e pra baixo", diz Morais.
Celinho é sócio de outro grupo de frigoríficos e apareceu em uma foto o atual ministro. Em 2002, duas empresas se fundiram para trabalhar juntar, mas não deu certo.
Segundo a denúncia, Serraglio tentou manter o negócio, mas como foi fracassado, ordenou quem o SIFs de uma fosse transferido para outra, protegida pelo peemedebista.
As empresas de Célio Batista, o Celinho, doaram a Serraglio R$ 80 mil para a campanha a deputado em 2010. 
Em outra conversa, Morais pede ao então deputado o SIF de volta, e Serraglio nega.
Em nota, o peemedebista afirmou que o frigorífico do interior do Paraná estava falido e o Banco do Brasil negociou outro frigorífico assumisse o controle da empresa. (Com o 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply