Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » Para fugir de Sérgio Moro, Moreira Franco é nomeado ministro por Michel Temer

Nesta quinta-feira (2), o presidente Michel Temer nomeou Moreira Franco, um dos seus principais aliados e atual secretário-executivo do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), para ser ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

Moreira Franco foi citado diversas vezes em um das delações dos executivos da Odebrecht na Operação Lava Jato. Agora com foro privilegiado, só pode ser eventualmente julgado pelo Supremo Tribunal Federal. 


A Secretaria-Geral volta a ter status de ministério e acumulará funções do PPI - que coordena projetos de concessões no valor de R$ 25 bilhões -, da Secretaria de Comunicação e outras atividades administrativas do Palácio do Planalto.

Nesta semana, Cármen Lúcia, presidenta do Supremo, homologou as delações da Odebrecht, e, ontem, a Corte definiu Edson Fachin como novo relator da Lava Jato. Moreira Franco foi citada 34 vezes na delação de Claudio Melo Filho, ex-vice-presidente da empreiteira.

Além da nomeação de Moreira Franco, Temer também anunciou a criação do Ministério dos Direitos Humanos e ampliação as atribuições do Ministério da Justiça e confirmou o deputado Antônio Imbassahy na Secretaria de Governo, cargo antes ocupado por Geddel Vieira Lima.

A pasta dos Direitos Humanos será assumida pela desembargadora Luislinda Valois, que trabalhava como secretária especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça e Cidadania. A pasta da Justiça passa a se chamar chamar Ministério da Justiça e da Segurança Pública e continuará sob o comando de Alexandre de Moraes. (Do GGN)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply