O Santos anunciou, na última terça-feira, um superávit de R$ 95 milhões em 2016. Por meio de nota oficial, a diretoria santista afirma que esse é o maior número já registrado na história do clube. As demonstrações contábeis do ano passado foram encaminhadas ao Conselho Fiscal. Porém, ainda não existe uma reunião marcada para apresentação do balanço aos conselheiros.

Segundo o clube, os números indicam a diminuição de 13,5% nas dívidas de curto prazo e de 3,7% em longo prazo. Além disso, o resultado permitiu a redução da dívida bancária em 44%.

Já o patrimônio líquido acumulado do Peixe foi elevado em 20,2%. A diretoria ainda diz que prevê “a continuidade da atual política de austeridade e a priorização do trabalho de formação e manutenção de equipes competitivas, à altura da grandeza do Santos”. (Do MSN Esportes)

Veja na íntegra a nota oficial divulgada pelo alvinegro:
“Apesar do cenário de dificuldades econômicas configurado no ano passado, o Santos FC obteve o maior superávit financeiro (Ebitda) de sua história, no montante de R$ 95 milhões, resultado do compromisso da atual Diretoria em continuar trabalhando em prol da recuperação das finanças do clube. Os números constam das demonstrações contábeis referentes a 2016, encaminhadas ao Conselho Fiscal, nesta terça-feira (31), em cumprimento ao prazo estatutário definido para envio das contas do exercício anterior. Resta apenas a conclusão do trabalho, em curso, da auditoria independente.
A obtenção do superávit permitiu ao clube promover uma sensível redução do montante de seu endividamento global. Os números indicam a diminuição de 13,5% nas dívidas de curto prazo e de 3,7% em longo prazo. Da mesma forma, o resultado positivo apurado no exercício permitiu a redução, em 44%, da dívida bancária.
O bom desempenho financeiro também refletiu positivamente no patrimônio líquido acumulado do Clube, que foi elevado em 20,2%. A adoção do plano estratégico para 2017 prevê a continuidade da atual política de austeridade e a priorização do trabalho de formação e manutenção de equipes competitivas, a altura da grandeza do Santos FC.”