Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » » Colunista da Globo diz que o culpado pelo AVC de dona Marisa é o ex-presidente Lula. E a perseguição da Lava Jato?

Não foi o que a defesa de Lula chama de "lawfare" - uso de instrumentos jurídicos para fazer perseguição, acabar com reputações e interferir na vida política - praticado pela Lava Jato que levou a ex-primeira-dama Marisa Letícia a ter uma crise hipertensiva que desencadeou um AVC (Acidente Vascular Cerebral) na terça-feira (24).
Na contramão do que os simpatizantes do ex-presidente têm comentando na internet sobre a responsabilidade da "República de Curitiba" e outros, o jornalista Ricardo Noblat concluiu que a insistência de Lula em disputar mais uma eleição presidencial e a possibilidade de liderar o PT nessa empreitada são algumas das principais causas dos "incômodos" de dona Marisa "ultimamente".
"Ultimamente, ela estava bastante incomodada com a possibilidade de que Lula, numa tentativa de manter o PT unido, concordasse com a ideia de voltar a ser presidente do partido. Se dependesse dela, Lula desistiria de vez da pretensão de concorrer à presidência da República em 2018", escreveu.
 Noblat também escreveu que "Do ano passado para cá, seu nível de estresse aumentou com o receio de que alguns dos seus filhos, e o marido, o ex-presidente Lula, pudessem ser presos a qualquer momento como suspeitos de envolvimento com os fatos apurados pela Operação Lava Jato."
O jornalista esqueceu de dizer que a Lava Jato fez dona Marisa virar ré nas mãos de Sergio Moro ao lado do marido, acusada de usufruir de um apartamento no Guarujá que não está em seu nome e que nunca foi habitado, além de envolvimento no sítio de Atibaia.
Em O Globo, Noblat ainda disse que Marisa tem 66 anos, era "sedentária" e "fumava demais". "(...) já foi alertada há mais de dois anos pelo cardiologista Roberto Kalil Filho que corria o risco de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e que devia mudar seu estilo de vida."
Ontem, Kalil, um dos responsáveis pela cirurgia que estancou o sangramento cerebral de Marisa Letícia no hospital Sirio Libanês, informou que ela teve uma "crise hipertensiva" que desencadeou o AVC. A ex-primeira-dama está sedada e deverá ser acompanhada por tempo indeterminado. O especialista disse que o quadro ainda é grave. (Do GGN)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply