Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » A Odebrecht pagou despesas pessoais do Aécio Neves (PSDB) e deu R$ um milhão ao Agripino Maia a pedido do tucano


O senador Aécio Neves (PSDB-MG), que articulou o golpe contra a democracia brasileira depois de perder as eleições presidenciais de 2014, também está na delação premiada de Claudio Melo Filho, o diretor da Odebrecht em Brasília que decidiu implodir Michel Temer e seus principais aliados, como Eliseu Padilha e Romero Jucá.
 
Segundo Melo Filho, o presidente nacional do PSDB pediu à Odebrecht que desse R$ 1 milhão em ajuda financeira ao senador Agripino Maia (DEM-RN) como contrapartida por seu apoio na eleição presidencial de 2014.

Esta, no entanto, não é a acusação mais grave. A Odebrecht também diz ter pago despesas pessoais de Aécio por meio de seu marqueteiro Paulo Vasconcellos, que seria seu caixa informal.

Clique aqui e acesse o documento entregue ao MPF sobre a delação de Cláudio Filho. (Com o 247)



«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply