Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante diz que as autoridades são responsáveis pela violência nas escolas ocupadas

O ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante criticou nesta terça-feira, 1º, o aumento da violência por polícias estaduais contra a ocupação de escolas por estudantes secundaristas. 
"Muito grave a escalada de violência contra os estudantes mobilizados nas ocupações. O Ministro do governo golpista determina que os reitores dos Institutos delatem os estudantes. Um Secretário do governo Beto Richa negocia com uma milícia ações contra os estudantes. Outros são presos e algemados em Tocantins", exemplificou Mercadante.
O ex-ministro destaca que em São Paulo, a violência da PM do governador Geraldo Alckmin (PSDB), inclusive com a utilização de técnicas próprias de tortura psicológica contra estudantes secundaristas. Em Taguatinga (DF), o juiz Alex Costa de Oliveira, da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal, autorizou que, para a desocupação do Centro de Ensino Asa Branca de Taguatinga, a Polícia Militar suspenda água, energia e gás, proíba acesso de terceiros, em especial parentes e conhecidos ao local, corte acesso de alimentos ao local e utilize instrumentos sonoros contínuos voltados para os estudantes.
"Eles gritam por diálogo, contra uma MP autoritária, sem qualquer discussão previa. Há uma farta literatura que atesta o fracasso destas pretensas reformas , que não convencem professores e estudantes. E a PEC 241 enterra o Plano Nacional de Educação, uma luta de muitos anos, por uma educação pública universal e de qualidade", afirma.
"As autoridades da educação precisam ter atitudes educadoras, não estimular ou se acovardar com a escalada de violência. Diálogo e negociação é que ajudam criar um cultura democrática na escola", diz Mercadante. (Do 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply