Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » A Polícia Federal prende o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, na 37ª fase da Operação Lava Jato

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira a 37ª fase da Operação Lava Jato e prendeu o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.

Ele é acusado de liderar um esquema que desviou mais de 200 milhões de reais.

Além de Cabral, são alvos da operação o ex-secretário de Governo Wilson Carlos, o ex-secretário de Obras Hudson Braga, o ex-assessor do governador Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, o Carlinhos, ex-marido de uma prima de Cabral.
O grupo chegou à casa de Cabral, no Leblon, na Zona Sul do Rio, por volta das 6h. O ex-governador e os outros alvos dos mandatos são suspeitos de receber propina em troca da concessão de obras públicas como a reforma do Maracanã e a construção do Arco Metropolitano. Delações da Andrade Gutierrez e da Carioca Engenharia viabilizaram a acusação. Só a Carioca Engenharia comprovou o pagamento de mais de R$ 176 milhões em propina para o grupo. Segundo os ex-executivos da Andrade Gutierrez Rogério Nora de Sá e Clóvis Peixoto Primo, Cabral cobrou pagamento de 5% do valor total do contrato para permitir que a construtora se associasse à Odebrecht e à Delta, no consórcio que disputaria a reforma do Maracanã, em 2009.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply