Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » A Empresa Brasil de Comunicação presidida por aliado de Eduardo Cunha vira cliente da Globo

A EBC (Empresa Brasil de Comunicação) decidiu comprar conteúdo da TV Globo, "retomando uma política abandonada na gestão petista", diz coluna do Estadão desta sexta-feira (4). A justificativa é que a programação é mais barata e de qualidade.

A iniciativa ocorre alguns meses após Laerte Rímoli, um aliado de Eduardo Cunha que preside a EBC, revogar contratos de troca de conteúdo entre a empresa e emissora de caráter educativo, como a TVT.

Rimoli, que já trabalhou na Globo e foi chefe da mulher de Cunha, Cláudia Cruz, esteve no Rio de Janeiro para encontro na emissora, acrescentou o Estadão. A ideia de comprar com os recursos públicos da EBC conteúdo da Globo está inserida no contexto de desmontar a empresa de comunicação pública, plano que o governo Temer assume abertamente.

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, já falou sobre o assunto algumas vezes, inclusive em jornal impresso do grupo Globo. Ele já propôs a extinção da EBC, alegando que a empresa se transformou num "cabide de empregos" e "foco de militância".


Para o governo Temer, o ideal seria, no mínimo, demitir todos os cargos comissionados da EBC e enxugar a empresa para que ela só cubra, de maneira rasa, as agendas de Temer. Qualquer coisa fora disso, dizem, é "autopromoção" descabida, pois o Planalto já investe em publicidade de outras formas. (Com o GGN)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply