Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Uma das autoras de estudo que aponta perda de R$ 743 bilhões para a Saúde com a PEC 241 é obrigada a pedir exoneração do IPEA

Uma análise divulgada por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre o impacto do teto nos gastos com saúde abriu um embate interno no órgão. Em uma atitude pouco usual, o presidente da instituição, Ernesto Lozardo, divulgou nota na última terça-feira, 11, desconstruindo os argumentos e até mesmo apontando falhas no estudo, que ganhou as manchetes por apontar que a área da saúde perderia até R$ 743 bilhões nos 20 anos de vigência do teto.
Diante da polêmica, a pesquisadora Fabiola Sulpino Vieira, uma das responsáveis pelo estudo, pediu exoneração do cargo de Coordenadora de Estudos e Pesquisas de Saúde. No órgão, o clima entre outros pesquisadores é de “espanto” diante da pressão que se seguiu ao caso. O tema é sensível, já que a PEC é a principal aposta do governo para o equilíbrio das contas públicas.
“Estão tentando criar uma unanimidade, abafando qualquer discussão ”, disse um técnico na condição de anonimato. “À medida que se sente esse tipo de pressão, a tendência é o técnico se esconder”, acrescentou. Já há um movimento entre funcionários do instituto para pedir esclarecimentos sobre a atitude tomada pelo presidente.
“Ficou péssimo porque eu nunca tinha visto um presidente questionar publicamente um estudo da casa. Normalmente, o presidente preserva o instituto”, disse um servidor do Ipea que pediu para ter o nome preservado.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply