Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Saiba qual foi o maior e decisivo erro do ex-presidente Lula

Dizia Maquiavel, que o Governante que tiver tropas mercenárias, estará fadado à ruína, e o Governante que contar com tropas patrióticas próprias, terá imensas chances de ser vencedor.
 
Cita que quase todas as grandes derrotas da História se deveram à tropas mercenárias, e quase todas as vitórias à trocas próprias e patrióticas. A derrota de Roma Antiga, e a queda do Império Romano do Ocidente, foi porque contou com tropas mercenárias dos Godos; a derrota de Cartargo, também. E completa dizendo que o Governante com tropas mercenárias apenas adia a sua derrota.
 
Por isto as Forças Armadas incutem tanto em seus soldados o Patriotismo. Os Generais, sabiamente, seguem  Maquiavel à risca.
 
Com tropas mercenárias porém, Maquiavel não quer dizer apenas tropas militares, mas aliados políticos também.
 
Realmente, Lula quase que só contou com tropas mercenárias: Congresso, Senado, e todos os outros aliados de outras instituições.
 
Quando num presidencialismo de coalisão, um presidente aceita entregar cargos na petrobrás, a troco de apoio parlamentar, ele está contando com tropas mercenárias.
 
Quando um presidente, num presidencialismo de coalizão aceita se unir a partidos que alugam o seu tempo na TV para ele, ele está se unindo à tropas mercenárias.
 
Quando um presidente se alia a um partido como PMDB, puramente mercenário e voraz de dinheiro público, e pior ainda, a sua ala mais mercenária está se unindo à tropas mercenárias.
 
Tudo isto deveria ser feito pelo bem do Brasil, gratuitamente, sem cobrança de cargos nem nada, patrióticamente.
 
E para os críticos, que dirão que se  fosse feito assim, Lula não teria conseguido vitória alguma, e o PT teria sido um PSOL na política, e os 40 milhões de pessoas que saíram da miséria não teríam saído, respondo que todas as vitórias de Lula foram ilusórias, por serem de curta duração, e os 40 milhões que saíram da miséria para lá estão voltando de novo, pois as tropas mercenárias cuidarão disto.
 
Aqui vemos também o erro do presidencialismo de coalisão, que transforma o Congresso num balcão de negócios. Outro erro de Lula foi não ter feito nada contra isto, não ter feito uma reforma política e reduzido o número de partidos, que agora está sendo feito. (Por José Guimarães, no GGN)
 
 
"As tropas mercenárias (...) são inúteis e perigosas. Tendo alguém o seu Estado firmado em tal espécie de forças jamais estará seguro; elas não são ligadas ao príncipe, são ambiciosas, faltas de disciplina, infiéis, insolentes para com os amigos, mas acovardam-se diante dos inimigos, não têm temor de Deus, nem fazem fé nos homens, e o príncipe apenas retarda a própria ruína na medida em que retarda o ataque. Deste modo, o Estado é espoliado por elas na paz, e durante a guerra pelos inimigos.

O motivo dessa atitude é que elas não conhecem outro amor nem outra força que as tenham em campo, a não ser uma pequena paga, o que não é bastante para excitá-las a morrer por ti.

Desejam ardentemente ser teus soldados enquanto não te moves à guerra, mas em vindo esta, fogem ou se despedem.
 
Tais tropas somente dão lentas e frágeis conquistas, porém rápidas e espantosas perdas."
 
Maquiavel

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply