Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » Já está definido o candidato do PSDB à presidência da República em 2016: Geraldo Alckmin, governador de São Paulo

Geraldo Alckmin e Marconi Perillo. Esta deverá ser a chapa puro-sangue do PSDB em 2018, unindo os políticos que, por mais tempo, governaram os estados de São Paulo e de Goiás.
Se ainda havia uma disputa interna no PSDB para definir a próxima candidatura presidencial, ela acabou na noite deste domingo, quando saíram os números finais do Tribunal Superior Eleitoral.
Alckmin obteve uma vitória avassaladora não apenas na capital paulista, com João Doria Júnior, mas em todo o estado.
Num partido como o PSDB, manda quem tem a máquina. Ou melhor, as máquinas. Com o controle do governo estadual e da prefeitura de São Paulo, Alckmin só não disputará a presidência da República em 2018 se não quiser – uma hipótese que ninguém cogita.
Se Alckmin foi o grande vitorioso da noite de ontem, houve também um grande derrotado. Foi o chanceler José Serra que estimulou a ida do vereador Andrea Matarazzo para o PSD e, mesmo com o racha tucano, não impediu a primeira vitória do PSDB em primeiro turno na capital paulista. Por baixo dos panos, Serra apoiou Marta Suplicy, de quem Matarazzo foi vice. Se ela vencesse, Serra se cacifaria para tomar o PSDB das mãos de Alckmin e do senador Aécio Neves.
O presidente nacional do PSDB, por sua vez, ainda que possa comemorar o crescimento do partido, sabe que suas pretensões presidenciais, ao menos em 2018, chegaram ao fim. Sua missão partidária será tentar reconquistar Minas Gerais, hoje governada por Fernando Pimentel, do PT.
Quem lucra com o novo desenho do PSDB é o governador de Goiás, Marconi Perillo, que tem trabalhado em sintonia com Alckmin há vários anos. Como a reforma política deve acabar com as coligações proporcionais, o PSDB deverá lançar uma chapa puro-sangue, assim como fez na disputa municipal, com João Doria e Bruno Covas. E o nome natural, no partido, para ser vice é o de Perillo. (Do 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply