Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » Ativista francesa afirma que o Brasil é o país mais racista do mundo

Professora, jornalista e ativista, a francesa Alexandra Loras se mudou para São Paulo quando seu marido Damien se tornou cônsul francês no Brasil. No início de setembro, ele deixou o cargo, mas a família decidiu continuar no país.
Em entrevista à revista Veja, Loras faz duras críticas ao preconceito racial no Brasil, que ela considera o país mais racista do mundo. Mas ela pondera que ainda há esperança. "O Brasil tem meios para se transformar na maior potência mundial".
Ela fala ainda sobre cotas raciais, sobre as diferenças culturais com a França e sobre como é ser uma estrangeira negra em meio à elite brasileira. Leia aqui a íntegra.
Com o 247

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply