Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O governo de Michel Temer acaba com o Departamento de Combate à Fome

Por
E lá se vai mais um departamento com reconhecimento internacional: o programa de combate à fome do Itamaraty foi eliminado na transição do antigo para o atual Governo. A área atuava diretamente junto a populações vulneráveis e serviu de modelo no mundo inteiro – principalmente entre os países em desenvolvimento –.
Apesar de ser uma perda lamentável, a extinção do Departamento de Combate à Fome era algo até esperado e nem tão surpreendente.
Afinal de contas, a coordenação do Ministério das Relações Exteriores (MRE) chamou a atenção quando em março, bem antes do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o então embaixador, Milton Rondó Filho, enviou telegramas pedindo a todas as embaixadas e representações no exterior para divulgar que havia risco de golpe político no Brasil.
As correspondências apelavam por um levante democrático. Como as cartas foram reveladas e a repercussão foi negativa, o embaixador fora afastado da função.
Assim que Dilma Rousseff foi afastada, José Serra tomou posse e extinguiu toda a coordenação que era comandada pelo diplomata. O programa de combate à fome, considerado internacionalmente como modelo, foi extinto na reforma administrativa, tendo suas competências redistribuídas dentro do MRE e 46 cargos foram devolvidos e a estrutura limada do governo. O ex-embaixador é investigado por sindicância no intuito de saber se houve crime de ética.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply