Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » O ex-presidente Lula diz que Sérgio Moro se aliou à Globo e julga pela imprensa

O ex-presidente Lula defendeu a regulamentação da mídia e fez duras críticas à dobradinha da Lava Jato com os jornais em entrevista à Rádio Jornal, do Recife, na manhã desta sexta-feira 23. Lula esteve na capital pernambucana nesta quinta, onde fez campanha para João Paulo (PT) à Prefeitura.
Para o ex-presidente, o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, "tem uma teoria equivocada". "Ele construiu com a Globo a tese de que não é possível condenar ninguém se não for pela imprensa. Toda quinta-feira tem uma manchete. Vaza e ninguém sabe quem vazou. Antes de provar se é verdade ou não, vai sair cinco manchetes de jornal. Você já está condenado", criticou Lula.
"Uma parte da imprensa virou partido político. Quero que a imprensa seja democrática. Precisa regulamentar. A lei é de 1962", defendeu. "Defendo a democracia, liberdade de expressão e imprensa. Mas não defendo a liberdade da mentira", prosseguiu, citando modelos inglês, americano e alemão como alguns para servirem de inspiração para o Brasil. "Está cheio de rádio na mão de deputado, senador", lembra.
Lula também fez críticas à Operação Lava Jato, que ontem prendeu o ex-ministro Guido Mantega no hospital, onde acompanhava a esposa, com câncer, em uma cirurgia. Moro revogou a prisão horas depois, dizendo que isso não prejudicaria as investigações. "Quanto a Lava Jato está arrecadando e quanto está dando de prejuízo ao país?", questionou.
"Não sei aonde essa gente quer chegar. Você pode fazer investigação sem quebrar as empresas", disse ainda o ex-presidente. Ele lembrou que, quando a Polícia Federal foi em sua casa, "foram levantar meu colchão como seu eu fosse um bandido". Ele também ironizou o boato de fuga do País caso receba mandado de prisão: "O único 'país' do mundo para o qual eu pediria asilo seria Garanhuns". (Do 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply