Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso diz que o governo de Michel Temer pode acabar antes de 2018

 Um dos principais articuladores do golpe parlamentar de 2016, que será revelado em detalhes no livro de Eduardo Cunha, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso concedeu uma entrevista à jornalista Daniela Lima, na qual fez uma ameaça velada a Michel Temer, ao dizer que talvez ele não chegue a 2018.
"Temer tem noção de seu momento histórico. Tem que fazer coisas que não são populares, tomar decisões que podem não agradar, sobretudo às corporações. O desafio é chegar ao outro lado, 2018. Mas só vai chegar se tivermos um horizonte de esperança", disse ele.
O "só vai chegar" deixa claro que há a possibilidade de queda antes disso – até porque o PSDB ainda move a ação no Tribunal Superior Eleitoral que pede a cassação da chapa Dilma-Temer. Se a decisão acontecer em 2016, o Brasil terá eleições diretas ainda neste ano. Se ficara para 2017, o Brasil terá o "golpe dentro do golpe", com um novo presidente escolhido por eleições indiretas.
Na entrevista, FHC diz que as ruas podem ganhar a presença dos atingidos pela crise, no que seria "perigoso" para Temer.  "Os assolados pela crise ainda não se manifestaram. Quem esteve na rua antes foi outro tipo de gente e quem está agora é militância. Com essa grande massa não houve conexão. Pode haver? Pode. É perigoso? É", admite.
Ele reconhece que o quadro econômico é tão grave – o golpe colocou mais de 1,6 milhão de pessoas na rua – que dificilmente deste governo irá brotar um candidato viável.
"Hoje, a situação é de tal gravidade que será preciso ter continuidade durante anos para restabelecer a confiança não só nacional, mas internacional, no funcionamento da economia. E isso não vai dar bônus", diz ele, referindo-se a uma eventual candidatura de Henrique Meirelles.
Sobre as denúncias contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, FHC disse não querer "jogar pedra". (Do 247)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários:

  1. Para quem restava alguma duvida, agora não resta mais,o FHC recebe dinheiro público como perseguido político mas que perseguição ele sofreu dos militares se era o queridinho da CIA era um intocável vivia viajando as custas dessa agencia.Certamente aprendeu muito sobre como preparar um golpe sem derramamento de sangue com a ajuda da embaixadora americana aqui no Brasil,porque é o único vendedor das empresas brasileiras sem nenhum pudor,assim como endividar mais ainda o Brasil junto ao FMI o que não tardará a acontecer já no governo golpista do Temer uma vez que este programa foi imposto pelo PSDB para receber apoio neste golpe do qual a cúpula do PSDB esta por trás e agora é afastar o traidor do Temer para assumirem com toda força com um novo golpe desta vez contra seu testa de ferro.

    ResponderExcluir