Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » » O juiz Sérgio Moro se recusa a comentar ações da Lava Jato contra Lula ao ser confrontado na Câmara dos Deputados

Confrontado pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT), o juiz federal de primeira instância Sergio Moro se recusou a comentar ações da Lava Jato contra o ex-presidente Lula. O parlamentar citou a gravação ilegal e vazamento para a imprensa de conversa entre o ex-presidente e Dilma Rousseff, além da condução coercitiva feita para "gerar manchetes".
Moro estava na Câmara participando de uma audiência numa comissão especial que discute um pacote anti-corrupção, quando Pimenta tomou a palavra para dizer que existe muita seletividade no trabalho da Justiça, e que isso permite que deputados que defendem Eduardo Cunha, por exemplo, sejam hipócritas a ponto de discutir o projeto contra a corrupção. E permitiu também que a imprensa não tivesse cobrado tanta rigidez da Operação Banestado quanto cobra na Lava Jato.
"Quando se fala da legislação americana, imagina se um juiz de primeira instância nos Estados Unidos captasse de maneira ilegal uma conversa entre Bill Clinton, ex-presidente norte-americano, e Barack Obama e jogasse nas redes de televisão, qual teria sido a atitude da justiça americana? E então por que nós não pegamos esses exemplos para serem adotados no Brasil", questionou Pimenta.
Moro concluiu a conversa dizendo que não iria "comentar casos concretos" e que seu tempo disponível aos parlamentares já havia terminado. (Com o GGN)



«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply