Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » Parlamentares afirmam o desinteresse dos senadores pelos assuntos tratados no impeachment da Dilma

Com parlamentares dando sinais de desinteresse após 11 reuniões para ouvir testemunhas, o Senado deve encerrar na quarta-feira, 29, a fase probatória do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Aliados da petista reclamam que os senadores da base do presidente em exercício Michel Temer têm agido com descaso no processo, o que teria se intensificado durante os depoimentos.

Em uma das sessões, o senador Álvaro Dias (PV-PR), favorável ao impeachment, afirmou que o processo é “protelatório”. Ele chegou a dizer que os votos já estavam definidos e que a comissão é uma “formalidade”. Também houve grande número de ausências – por duas vezes, o quórum da comissão caiu quase a ponto de a reunião ser suspensa. Para haver sessão, são necessários pelo menos cinco senadores.


Coordenada pela senadora Simone Tebet (PMDB-MS), a base aliada de Temer abriu mão de fazer perguntas às testemunhas e chegou a aprovar a dispensa de testemunhas de acusação. “Esse é o único processo que eu conheço em que a acusação abre mão de produzir provas. Mas eles não podem interrogar as testemunhas, porque estariam produzindo provas contra eles mesmos”, disse a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM),.

Do Ceará Agora 

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply