Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » O governo reconhece que a delação de Sérgio Machado traz desgaste de imagem do Michel Temer

Palácio do Planalto reconhece que a acusação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado contra o presidente interino traz desgaste de imagem bem no dia em que Michel Temer apresentou a sua principal proposta econômica, uma emenda constitucional para limitar o crescimento dos gastos públicos.
O governo, porém, acredita que, como a delação envolve políticos de diversos partidos, haverá boa vontade do Congresso para aprovar esse projeto a fim de dar uma resposta à crise econômica.
Segundo um auxiliar, Temer reagiu com contrariedade à acusação Sérgio Machado. A primeira providência foi solicitar um levantamento das doações da Queiroz Galvão para o PMDB nacional em 2012 _ R$ 11,8 milhões. Em seguida, preparou os termos da nota de resposta.
Em delação premiada, Machado disse que Temer lhe pediu contribuição de R$ 1,5 milhão para a campanha do peemedebista Gabriel Chalita à Prefeitura de São Paulo em 2012. Segundo Machado, Temer teria conhecimento da origem ilícita dos recursos. O presidente interino afirmou que essa versão era “absolutamente inverídica” e que nunca pediu recursos ilegais para campanhas políticas. Chalita também contestou o relato de Machado.
Assista ao tema de hoje no “SBT Brasil”:

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários: