Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » Michel Temer troca secretário para obter o voto favorável do senador Romário no impeachment da Dilma

Imagem: Agência Senado
De olho no apoio pelo impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff, o presidente em exercício, Michel Temer, trocou nesta segunda-feira (20) o titular da Secretaria Especial dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

Ele nomeou para o cargo Roseane Cavalcante Freitas, indicada pelo senador Romário (PSB-RJ). O parlamentar renunciou em 1º de junho à vaga na comissão do impeachment após dizer que está em dúvida sobre a decisão final do afastamento da petista.

Apesar de não ter sido nomeado no Diário Oficial, até a semana passada, o nome indicado para o cargo era Marco Pellegrini, tetraplégico e ex-secretário adjunto da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo.

“Eu fiquei um pouco chateada por conta do Marco e porque eu acho que o Romário não pode usar a causa como moeda de barganha ou de vontade própria dele”, afirmou ao HuffPost Brasil a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP).

Ela contou que o senador a procurou para assinar uma lista em apoio a Rosinha, como Roseane é conhecida, mas que ela não apoiou o nome devido a um entrave técnico. A secretária é suplente na Câmara dos Deputados e poderia ter de assumir o cargo devido a eventuais renúncias no bloco em função das eleições municipais.

Segundo Gabrilli, não houve um diálogo profundo de Romário com as entidades e com outros parlamentares ligados à causa sobre a nomeação. De acordo com a assessoria do senador, o nome de Roseane foi referendado por outros deputados e senadores.
Perfil

Conhecida como Rosinha da Adefal, a nova integrante do governo Temer estava no cargo de secretária de Defesa da Mulher e dos Direitos Humanos em Alagoas. Filiada ao PTdoB, foi eleita deputada federal na última legislatura.

Aos dois anos de idade, ela foi acometida por poliomielite, que lhe retirou a mobilidade das duas pernas. Roseane dirigiu a Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), de onde tirou seu nome político.

Já a indicação de Pellegrini teve o aval do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O ex-secretário ficou tetraplégico em 1991, em um assalto a mão armada, quando foi baleado e teve a terceira e quarta vértebras cervicais rompidas.

Desde 1987, é funcionário da Companhia do Metropolitano de São Paulo, onde atualmente trabalha no desenvolvimento de sistemas de comunicação e transmissão de dados, semaforização, sinalização e acessibilidade.

Como integrante da Secretaria no governo de São Paulo, representou o país na 1º e na 2º Conferência dos Estados Parte pela implementação da Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência na Organização das Nações Unidas (ONU).

HuffPost Brasil

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários:


  1. As medidas que estão sendo tomada pelo golpista, são medidas antipáticas e demagogas. (os únicos beneficiados são os ESCOLHIDOS). Portanto, estamos retroagindo no tempo, entrando numa ERA DA REPÚBLICA VELHA, onde o sistema político soava da seguinte forma:
    1. Política de Favores e voto de cabresto.
    - O PODER NAS MÃOS DOS GRANDES FAZENDEIROS (hoje, nas mãos dos empresários).
    - CLIENTELISMO - Empregos e cargos públicos, nas mãos dos coronéis (hoje, nas mãos de políticos corruptos e empresários – não mudou muita coisa).
    -VOTO DE CABRESTO – contavam com a violência de jagunços armados, para garantir seus pleitos (atualmente, temos outro tipo de jagunços coagindo a população).
    -OLIGARQUIA- governo para poucos (golpista TEMER, ressuscita a prática. O povo perde suas conquistas em detrimento de uma minoria privilegiada por ele)
    -DEGOLA- manobra que beneficiava os partidos de DIREITA&CORONÉIS, para mantê-los no poder (em pleno século XXI, um GOLPE em curso, para ressuscitar os mortos (PMDB)).
    -POLÍTICA DO CAFÉ COM LEITE- apenas duas regiões comandavam o processo político: São Paulo e Minas Gerais.
    - EXPLORAÇÃO DOS OPERÁRIOS: péssimas instalações nas fábricas, carga horária abusiva, exploração de menores, baixos salários e humilhação generalizada. ( hoje, governo interino já cogita, baixar o salário e aumentar a carga horaria).
    2..REVOLTAS POPULRAES.
    A partir deste contexto, a população reage e vislumbras as primeiras reações, revoltas e, algumas conquistas. Mas, isso foi apenas o começo de muitas lutas, até chegarmos no século ao XXI. E, todo este trabalho, pode vir água abaixo, caso o GOLPE seja concretizado!
    Vejamos algumas formas de organização e revoltas:
    - ANARQUISMO- movimento operário, contra todas as formas de opressão sobre o indivíduo. Eles desejavam construir uma sociedade unida pela solidariedade e cooperação.
    -GRVE GERAL- provocada pelo descontentamento dos operários (muitos conflitos com a polícia).
    -MODERNISMO - movimento artístico que além de ARTE, teve em seu bojo, denunciar os padrões arcaicos e, ao mesmo tempo a recriação na tela do período nefasto da R.P.
    - REVOLTAS RELIGIOSAS (Guerra de Canudos e Guerra do Contestado) ambas opunham ao poder oligárquico que os oprimiam. No entanto, o que gerou tais embates foi: concentração das terras nas mãos de poucos; omissão do governo, etc.
    Portanto, você que levanta a bandeira da destruição, lembre-se que não estará afetando a PRESIDENTA DILMA, ela apenas perderá o mandato e continuará bem de vida. Você, proletariado (a) é que vai amargar as consequências de seus atos e de quebra todo o cidadão brasileiro.

    ResponderExcluir