Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » Ciro Gomes diz na TV que a justiça impedir a Dilma nomear o Lula ministro foi um minigolpe do Supremo. Assista ao vídeo

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) afirmou na sexta (3) que a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi um “disparate” político, mas, segundo ele, a judicialização do caso foi um minigolpe do Supremo. “É claramente caso de não se obedecer”, disse.Abaixo, assista ao vídeo que não foi ao ar na TV:
“O presidente é livre para nomear. O magistrado dá liminar, isso foi um microgolpe, é claramente caso de não obedecer. Pois, acima do magistrado está a Constituição”, declarou Ciro à entrevistadora Mariana Godoy.
Para o presidenciável do PDT, a maioria da Câmara é formada por uma maioria de ladrões. “Ninguém imaginou um sistema formado por corruptos, fora do melhor direito”, continuou numa transmissão via Periscope (nas redes sociais).
“Raiva da Dilma eu tenho mais que vocês, mas não é possível que façamos da raiva de Dilma um suicídio nacional”.
De acordo com Ciro, a proposta de eleição não passa no Congresso formado por Romero Jucá, Renan Calheiros, Cunha, Maranhão, Giacobo.
Para o pedetista, a sociedade levará mais de 20 anos para se recuperar deste golpe de Estado.
Abaixo, a íntegra da entrevista em 03/06/2016:

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply