Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » Caiu o terceiro ministro do governo de Michel Temer, agora só falta ele cair

O ministro interino do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pediu demissão do cargo nesta quinta-feira (16). Ex-presidente da Câmara, ele foi denunciado ao Supremo como articulador de recursos desviados da Petrobras em troca de favores para a empreiteira OAS.
O delator Sérgio Machado (PSDB), o ex-presidente da Transpetro, confirmou que repassou ao ministro R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014.
Machado também delatou o interino Michel Temer (PMDB) que, hoje, depois de muito titubear, fez um pronunciamento negando as acusações de que teria pedido propina para a campanha de Gabriel Chalita (PMDB) na eleição à Prefeitura de São Paulo, em 2012.
Temer já havia sido citado em outra delação como beneficiário de propina paga pelo consórcio Argeplan/Engevix que ganhou contratos na estatal Eletronuclear.
Além de Henrique Alves, outros dois ministros foram defenestrados em pouco mais de um mês de governo provisório.
O primeiro, Romero Jucá (PMDB-RR), exonerado do Planejamento depois de apanhado em gravações conspirando contra a Lava Jato e tramando o golpe de Estado.
O segundo foi Fabiano Silveira, da Transparência, também flagrado em áudios jogando contra as investigações da força-tarefa comandada pelo juiz federal Sérgio Moro.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply