Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » Michel Temer, deixou o Congresso Nacional sob protestos e gritos de golpista

Temer enfrentou protestos na chegada e na saída do Congresso Nacional, onde esteve nesta segunda
O presidente interino da República, Michel Temer, deixou o Congresso Nacional na tarde desta segunda-feira (23), onde esteve para entregar o projeto de lei que altera a meta fiscal prevista para este ano, aos gritos de golpista. Na chegada, Temer também enfrentou protestos tanto fora quanto nos corredores da Casa, a caminho da reunião com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
Os manifestantes pediram, ainda, a prisão do ministro do Planejamento, Romero Jucá, minutos antes que ele anunciasse que está se licenciando do cargo. Nesta segunda-feira (23), um áudio publicado pela Folha de S.Paulo revelou que Jucá planejava interromper as investigações da Lava Jato, em conversa de março deste ano com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.
Na gravação, Jucá sugere a Machado que uma "mudança" no governo federal (o impeachment da presidente Dilma Rousseff) resultaria em um pacto para "estancar a sangria" representada pela Operação Lava Jato, que investiga ambos. Os diálogos entre Jucá e Machado, gravados de forma oculta, aconteceram semanas antes da votação na Câmara que desencadeou o impeachment de Dilma. São 1h15min de conversas, em poder da Procuradoria-Geral da República. Em uma parte da conversa, Machado diz: "Tem que ter impeachment". O agora ministro responde: "Tem que ter impeachment. Não tem saída".
Em pouco mais de dez dias, o governo Michel Temer já foi alvo de protestos em diversas capitais sobre diferentes assuntos, como a extinção do Ministério da Cultura, o fato de diversos ministros de Estado serem investigados da Lava Jato e a respeito de questionamentos quanto à legitimidade do processo que afastou a presidente Dilma Rousseff pelo prazo de 180 dias para julgamento do impeachment.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

3 comentários:

  1. Vamos apressar essa retomada do Poder! Nós somos 54,5 milhões de brasileiros surrupiados em nossas expectativas da continuidade das Políticas Públicas do PT. Com 2 anos de retardo, vamos recomeçar de onde nós nunca paramos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles legislam em causa própria. O povo que se dane ! Fora Teme e leve sua quadrilha junto !

      Excluir