Slider

Opinião

Política

Notícias

Economia

Esporte

» » » Delação de executivo da OAS atinge em cheio Aécio Neves e Geddel Vieira Lima, defensores de Temer e maiores inimigos do PT

A delação premiada de um dos principais investigados na Lava Jato, o executivo Léo Pinheiro, da OAS, atingirá o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB-MG), e um dos esteios do governo provisório de Michel Temer, o ministro Geddel Vieira Lima, que é quem, na Secretaria de Governo, administra as relações com parlamentares.
Aécio deve ser acusado de cobrar vantagens indevidas nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais.
Geddel, por sua vez, será envolvido por suas relações históricas com a empreiteira de origem baiana. A megadelação da Odebrecht também estaria sendo finalizada.
Leia, abaixo, informação de Lauro Jardim a respeito:
Quem imagina que a Lava-Jato caminha para o fim, que bote as barbas de molho.
A delação premiada da Odebrecht deve envolver entre 45 e 50 executivos e ex-executivos do grupo.
A colaboração da OAS reunirá um time de quinze executivos da empreiteira baiana.
Em ambos os casos, as estrelas dos depoimentos são os ex-presidentes Marcelo Odebrecht (à esquerda) e Léo Pinheiro.
De acordo com o que está sendo negociado, a OAS incluirá Geddel Vieira Lima e Aécio Neves na roda.
A propósito, a delação da Odebrecht está caminhando muito bem, obrigado.
Ou seja, a metralhadora ponto 10, a que José Sarney se referiu, está prestes a disparar.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply